Páginas

terça-feira, 29 de maio de 2012

Viver é melhor que sonhar
Eu sei que o amor
É uma coisa boa



Apolíneo-dionisíaco é uma expressão relativa ao que vem dos deuses: Apolo e Dioniso – expressão popularizada e tratada por Nietzsche como um contraste no livro ‘O nascimento da tragédia”, entre o espírito da ordem, da racionalidade e da harmonia intelectual, representado por Apolo, e o espírito da vontade de viver espontânea e extasiada, representado por Dioniso.

O desejo de potência em Nietzsche   determina a capacidade de alcançar os objetivos  quando  pautados na  verdade do desejo , desejar de corpo e alma e entregar-se  ao desejo e maravilhar-se com sonho realizado!

Já que a morte é inevitável o que fazer da vida? O que fazer do tempo que me resta? só me resta viver em toda sua potencialidade.

Minha dor é perceber
Que apesar de termos
Feito tudo o que fizemos
Ainda somos os mesmos
E vivemos
Como os nossos pais...




Referencias:
http://www.vaniadiniz.pro.br
http://www.benitopepe.com.br

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Da ultima vez que estive aqui
eu não era assim
tranquila, compenetrada
não, definitivamente não era
Tudo obra do devir


Depois de alguns textos, pessoas e experiencias, tentarei seguir alguma rotina de postagens, o que é difícil para mim, não manter as postagens, o difícil é manter uma rotina. De setembro para cá aconteceu muita coisa. Viajei, conheci pessoas, aceitei o destino que se desenhava a minha frente. Continuo com o Poéticas do Corpo, grupo onde iniciei meu processo com a arte, com o Dançar é Lazer onde tenho a satisfação de estar as sextas à noite entre amigos fazendo o que gosto e agora sou integrante do Vitrola Nova, cantando, costumo dizer que essa é minha segunda chance com a música e dessa vez ela não me escapa. 
Essa semana tem inicio o evento Memória Viva UFC, no CCBNB, no qual trabalho na produção. Esta é minha primeira experiência em produzir um evento desta natureza, me sinto muito feliz pela oportunidade de conhecer pessoas que fizeram e fazem a história da Dança em Fortaleza/Ceará, tem sido de uma riqueza enorme este trabalho. 
Meio aos acontecimentos, não poderia esquecer meus laços. Meus amigos lindos que são fundamentais em minha caminhada. Esses tem se multiplicado ao longo de minhas idas e vindas. Amo a todos.
E no meio de meus amados amigos, encontrei um companheiro para todas as horas, meu concelheiro para assuntos aleatórios como gosto de chama-lo, alguém com quem vale a pena compartilhar a vida. Isso me fez lembrar um trecho de uma música de que estou estudando... é, Cazuza sabe das coisas. 


Como pode alguém 
ser tão demente, porra louca
inconsequente e ainda amar